CDC confirma a eficácia da Tecnologia UV-C na eliminação de bacterias e vírus

Novamente em um estudo recente financiado pelo Centro de Controle e Prevenção dos Estados Unidos (CDC) confirmou conforme os estudos publicados anteriormente a eficácia e eficiência de equipamentos que emitem irradiação pela Tecnologia UV-C para combater o agentes patogênicos como Clostridium difficile (C. diff.), enterococos resistentes à vancomicina (VRE) e Acinetobacter spp; alguns dos culpados comuns pelas infecções que querem maior atenção nos hospitais e causam um número elevado de mortes.

Uniformes dos Médicos, Enfermeiros e pessoal adminstrativo ou não em Centros de Saúde são o maior meio de contaminação de bactérias letais ao Ser Humano

Uniformes dos Médicos, Enfermeiros e pessoal adminstrativo ou não em Centros de Saúde são o maior meio de contaminação de bactérias letais ao Ser Humano

Os patogénicos juntamente com outros vírus tais como o Staphylococcus aureus resistente à meticilina (MRSA) e Enterobacteriaceae carbapenem-resistente (CRE), podem persistir em superfícies ambientais por dias ou semanas e, esporos de Clostridium difficile (C. diff.), podem sobreviver mais de cinco meses em superfícies e ambientes hospitalares.

Hospitais1Abordagens padrão para limpeza são inadequadas como os estudos mostraram e que +50% das superfícies em hospitais permanecem intocados durante a desinfecção; levando à transmissão aos pacientes, profissionais da saúde e visitas. Os dados do estudo concluíram-se que um sistema com Tecnologia UV-C melhora sobre maneira os ambientes e superfícies em geral.

Uma dose adequada da irradiação pela Tecnologia UV-C modifica a estrutura do DNA dos agentes patogênicos para que ele não pode reproduzir de forma a não colonizar e se espalhar pelo ambiente. Estes resultados foram confirmados pelo estudo, que relatou uma diminuição significativa desses patógenos em direta e indireta linha de visão.

Fonte:
http://www.infectioncontroltoday.com/news/2013/04/new-cdc-study-confirms-effectiveness-of-uvc-disinfection-to-combat-harmful-pathogens.aspx

Tecnologia Verde

A Tecnologia UV-C é uma importante arma para o combate e prevenção contra os micro-organismos em ambientes fechados e principalmente contra bioterrorismo recomendado fortemente pela NHS (National Health Service), FDA (Food and Drug Administration), FEMA (Federal Emergency Management Agency), CDC (Centers for Disease Control and Prevention), ASHRAE (American Society of Heating, Refrigerating and Air Conditioning Engineers) e IUVA (International Ultraviolet Association)

Tecnologia UV-C é ecologicamente correta e sustentável sem uso de produtos químicos e tóxicos. Maiores informações no site:
http://www.xgerms.com.br

Publicado em acidez, alcalina, ambientes fechados, água, água alcalina, câncer, cloro, cloto, desinfecção, doenças, esterilização, flúor, hiper-bactérias, hiperbacterias, Infecções hospitalares, pH, pneumonia, Profissionais da Saúde, sangue, super-bactérias, superbactérias, TB, tecnologia, Tecnologia Verde, tuberculose, ultravioleta, Uncategorized, UV-C, UVGI | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Bactérias resistentes abrem a era pós-antibióticos onde os Antibióticos não funcionam mais!

“O mundo está prestes a perder essas curas milagrosas”, já disse a diretora da OMS (Organização Mundial da Saúde), Margaret Chan, sobre os antibióticos.

Chan se referiu a um futuro tenebroso e possível no qual infecções comuns não terão cura. É o que especialistas chamam de era pós-antibióticos.

Esses remédios têm como alvo as bactérias, mas esses micro-organismos sempre acham uma forma de sobreviver e se tornarem resistentes, o que pede o uso de novos medicamentos. Por isso, antibióticos têm um tempo determinado de validade.

O problema é que o arsenal terapêutico e o desenvolvimento de novas drogas só diminuiu nas últimas décadas. A última classe de antibióticos foi descoberta em 1987.

O mal uso dos antibióticos (seja sem necessidade ou por tempo e dose incorretos) e o maior tráfego global de bactérias resistentes pioram o cenário.

Neste ano, um relatório dos Centros de Controle de Doenças dos EUA chamou a atenção para o problema da gonorreia resistente às cefalosporinas, classe de antibióticos usados no tratamento dessa doença sexualmente transmissível.

Para retardar o surgimento de uma superbactéria resistente, os CDCs mudaram as diretrizes do tratamento, que agora deve combinar um remédio oral e outro injetável; mas, acentuar a questão da higiene e desinfecção em todos os ambientes e principalmente nos sistemas de ar condicionado.

As bactérias causadoras da tuberculose também geram preocupação, assim como a KPC, resistente à maioria dos medicamentos e que normalmente atinge pessoas hospitalizadas.

Na semana passada, o Hospital de Clínicas da Unicamp anunciou que teve 11 casos de infecções pela KPC entre dezembro e março de 2012.
Agora, 11 bebes morreram na maternidade presença da bactéria Serratia.

Falta de investimentos

O corte em investimentos em pesquisa e desenvolvimento de antibióticos pelos laboratórios multinacionais se deve, em parte, a fusões recentes entre as grandes empresas do setor.

Segundo a OMS, 8 das 15 maiores farmacêuticas que tinham programas de descoberta de antibióticos abandonaram essa área –outras duas reduziram seus esforços.

Anna Sara Levin, coordenadora do grupo de controle de infecção hospitalar do Hospital das Clínicas da USP, lembra que drogas antigas para hipertensão e diabetes, desenvolvidas nos anos 1950, ainda funcionam, ainda que existam opções mais modernas.

“Já com os antibióticos, a resistência vai aparecer de qualquer maneira. Como as pesquisas são caras e levam tempo, a indústria vê isso como um mau negócio.”

É nesse “vácuo” que médicos, pesquisadores e autoridades de saúde da Suécia veem “uma oportunidade e a responsabilidade” de oferecer soluções, segundo Linus Sandegren, pesquisador do departamento de bioquímica médica e microbiologia da Universidade de Uppsala, no norte da Suécia.

O país tem uma taxa baixa de resistência a antibióticos, mas cinco universidades na região de Estocolmo e Uppsala desenvolvem mais de 30 projetos de estudo nessa área.
“O país percebe que a resistência é um problema enorme e que é preciso investir dinheiro agora para evitar uma catástrofe depois”, afirma Anna Zorzet, diretora-executiva-assistente do ReAct, uma rede global independente contra a resistência a antibióticos, sediada na Universidade de Uppsala.

Em 2012, o primeiro-ministro sueco anunciou um investimento de US$ 220 milhões para os quatro anos seguintes em pesquisas nessa área.

As investigações incluem o desenvolvimento de novas drogas e a revisão de medicamentos antigos ou que foram descartados anteriormente.

Um dos estudos clínicos, no Hospital Universitário de Uppsala, pretende determinar regimes de dosagem ideais de antibióticos e testar combinações de drogas existentes contra bactérias multirresistentes.

Nova geração

Mas só o lançamento de novos antibióticos no mercado não vai resolver o problema da resistência a antibióticos, segundo Diarmaid Hughes, professor de bacteriologia molecular médica da Universidade de Uppsala.

“É necessário antes aprender sobre o uso e o abuso de antibióticos das últimas décadas que fizeram o problema da resistência chegar nesse estado atual; chegar à raiz do problema antes do possível mau uso de uma nova geração de antibióticos.”

Anna Sara Levin, do HC, toca no mesmo ponto. “Para não vivermos uma situação catastrófica no futuro, a solução é a prevenção. Isso inclui o uso racional dos antibióticos e o controle das infecções hospitalares.”

Segundo ela, a maior parte do problema no Brasil não está na geração desses micro-organismos resistentes mas sim na sua transmissão em ambientes fechados pelo local, pacientes, visitantes e profissionais da saúde.

“Cada ‘monstro’ gerado é disseminado para outros pacientes e outros hospitais. Por isso, é primordial melhorar a qualidade dos serviços de saúde.”
virus

Fonte: Jornal Folha de São Paulo – Mariana Versolato
http://www1.folha.uol.com.br/equilibrioesaude/1262596-bacterias-resistentes-abrem-a-possibilidade-de-uma-era-pos-antibioticos.shtml

Tecnologia Verde

Cada vez mais as infecções por bactérias consideradas extintas e as novas superbactérias e hiper-bactérias não conseguem ser resolvidas por antibióticos. E, alias o uso dos antibióticos deveriam ser limitados para que as bactérias não ganhem imunidade a eles e dificulte a sua eliminação.

Tecnologia UV-C implementada em ambientes fechados como os hospitais, consultórios, empresas, casas e etc minimizaria de forma acentuada vários dos problemas de saúde além de salvar vidas. E seu custo/beneficio e reconhecido nos países de Primeiro Mundo.

A Tecnologia UV-C é uma importante arma para o combate e prevenção contra os micro-organismos em ambientes fechados e principalmente contra bioterrorismo recomendado fortemente pela NHS (National Health Service), FDA (Food and Drug Administration), FEMA (Federal Emergency Management Agency), CDC (Centers for Disease Control and Prevention), ASHRAE (American Society of Heating, Refrigerating and Air Conditioning Engineers) e IUVA (International Ultraviolet Association)

Tecnologia UV-C é ecologicamente correta e sustentável sem uso de produtos químicos e tóxicos. Maiores informações no site:
http://www.xgerms.com.br

Elimina Bactérias, vírus, bactérias e outros micro-organismos:
Largamente utilizado nos Países do Primeiro- Mundo no tratamento da água pública no lugar do cloro e flúor, no processamento de alimentos para conservação adequada, para esterilização e desinfecção de ambientes fechados nos hospitais (UTIs, Sala-cirúrgicas, quartos, sala de espera e outros locais) em empresas no sistema de ar condicionado, escolas, presídios, e em lares. Passamos mais de 80% do nosso tempo em ambientes fechados e estes são propícios para a proliferação dos micro-organismos e dos contaminantes biológicos.

Você vai sentir o cheiro e a diferença:
Os ambientes irão cheirar frescos como tivessem sidos expostos ao Sol; porque o Sol já nos proporciona esta irradiação; quando areamos ao Sol colchoes, travesseiros, tapetes, almofadas e outros. Ao morar em apartamento não temos este beneficio. Cada vez mais pessoas estão ficando confinadas em ambientes fechados e nem percebe o mal que isto lhe doenças como alergias, asmas, rinite e etc. Com o uso constante do equipamento você irá notar cada vez mais a diferença.

Produto ecologicamente correto e sustentável:
Cada vez mais as pessoas estão percebendo que o uso dos produtos químicos utilizados para desinfecção dos ambientes resultam em doenças graves; a história que: “eu uso pouco”; o que não sabe que estes produtos são acumulativos no corpo humano. Além de poluírem nossa água e poucos sabem que estes produtos não são removidos durante o tratamento da água e nem vão lhe dizer isto. Além de adicionar embalagens desnecessárias aos nossos aterros sanitários. Evitar o uso destes produtos químicos as pessoas, e principalmente seus familiares, terão menos problemas de saúde.

Seguro e fácil de usar:
Basta ligar na tomada e ligar e deixar agir.

Publicado em acidez, alcalina, ambientes fechados, água, água alcalina, câncer, cloro, cloto, desinfecção, doenças, esterilização, flúor, hiper-bactérias, hiperbacterias, Infecções hospitalares, pH, pneumonia, Profissionais da Saúde, sangue, super-bactérias, superbactérias, TB, tecnologia, Tecnologia Verde, tuberculose, ultravioleta, Uncategorized, UV-C, UVGI | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

UV-C Home Disinfection – Eliminação de bactérias e micro-organismos em ambientes domésticos e outros locais

    É um poderosos e seguro sistema de higienização que desinfeta e elimina vírus invisíveis, germes, ácaros, mofo e odores na superfície no lar casa (cozinha, banheiros, salas, etc) e outros ambientes como berçário, igrejas, escolas, empresas, hotéis, restaurantes, hospitais e etc.

    UV-C Home Disinfection_2

    Fatos:
    Ela penetra as membranas dos vírus, bactérias, mofo e ácaros — atacando seu DNA — eliminando-os e impedindo deles se reproduzirem, utilizando o espectro de irradiação de 257 nanômetros; emite um espectro azul da luz quando está operacional.

    Elimina Bactérias, vírus, bactérias e outros micro-organismos:
    Largamente utilizado nos Países do Primeiro- Mundo no tratamento da água pública no lugar do cloro e flúor, no processamento de alimentos para conservação adequada, para esterilização e desinfecção de ambientes fechados nos hospitais (UTIs, Sala-cirúrgicas, quartos, sala de espera e outros locais) em empresas no sistema de ar condicionado, escolas, presídios, e em lares. Passamos mais de 80% do nosso tempo em ambientes fechados e estes são propícios para a proliferação dos micro-organismos e dos contaminantes biológicos.

    Você vai sentir o cheiro e a diferença:
    Os ambientes irão cheirar frescos como tivessem sidos expostos ao Sol; porque o Sol já nos proporciona esta irradiação; quando areamos ao Sol colchoes, travesseiros, tapetes, almofadas e outros. Ao morar em apartamento não temos este beneficio. Cada vez mais pessoas estão ficando confinadas em ambientes fechados e nem percebe o mal que isto lhe doenças como alergias, asmas, rinite e etc. Com o uso constante do equipamento você irá notar cada vez mais a diferença.

    Produto ecologicamente correto e sustentável:
    Cada vez mais as pessoas estão percebendo que o uso dos produtos químicos utilizados para desinfecção dos ambientes resultam em doenças graves; a história que: “eu uso pouco”; o que não sabe que estes produtos são acumulativos no corpo humano. Além de poluírem nossa água e poucos sabem que estes produtos não são removidos durante o tratamento da água e nem vão lhe dizer isto. Além de adicionar embalagens desnecessárias aos nossos aterros sanitários. Evitar o uso destes produtos químicos as pessoas, e principalmente seus familiares, terão menos problemas de saúde.

    Seguro e fácil de usar:
    Basta ligar na tomada e ligar e deixar agir.

    Elimina micro-organismos nos:
    • Banheiro: pias, sanitários e chuveiros;
    • Telefones, telecomandos e interruptores de luz;
    • Brinquedos e bichos de pelúcia;
    • Almofadas, tapetes, carpetes;
    • Roupa de cama, travesseiros;
    • Cozinha, sala de estar, móveis.
    • Etc.

    doencasrespiratorias

    Algumas perguntas e respostas:

    P: Quantas vezes devo usar?
    R: Os efeitos da limpeza com UV-C são cumulativos, quando maior o uso resultará em uma maior higienização. Uma vez que se estabeleceu um nível confortável, recomenda-se aplicação semanal para manter o efeito. Algumas superfícies, como aqueles em cozinhas e banheiros recomenda-se mais de uma vez por semana.

    P: Qual o tempo de exposição?
    R: Recomenda-se o mínimo de 30 minutos para cada ambiente. Em ambientes grandes recomenda-se varia a posição do equipamento.

    P: Como para saber se seu trabalho foi realizado?
    R: A maioria dos contaminantes são microscópicos, assim como usar um limpador químico, você não pode ver diretamente os efeitos. No entanto, pode-se notar que odores biológicos e/ou orgânicos são eliminados.

    P: Posso usar sobre a minha pessoa, membros da família ou animais de estimação?
    R: NÃO. Somente em inanimadas e não devem ser exposta aos seus olhos.

    P: É perigoso para as pessoas?
    R: Exposição prolongada pode danificar a pele e olhos. Tenha cuidado para assegurar que a exposição direta é breve.

    P: Por que devo confiar neste equipamento?
    R: Tecnologia UV-C é reconhecida como extremamente eficaz e eficiente nos Países do Primeiro Mundo. Procure se informar mais sobre os benefícios do uso desta tecnologia.

    Dormindo com o Inimigo (ÁCAROS)
    Toda noite que você deita tem + 2 milhões/metro quadrado esperando por você. Se você mora em casa consegue arear o colchão ao Sol que tem a propriedade germicida. E, se você mora em apartamento que não dá para remover o colchão, tapete, sofás e etc. O que você pode fazer para não ter alergias, asma, rinite, etc? Use UV-C Home Disinfection.

    Veja o vídeo sobre o mal que eles lhe causam

    Tecnologia Verde

    A Tecnologia UV-C é uma importante arma para o combate e prevenção contra os micro-organismos em ambientes fechados e principalmente contra bioterrorismo recomendado fortemente pela NHS (National Health Service), FDA (Food and Drug Administration), FEMA (Federal Emergency Management Agency), CDC (Centers for Disease Control and Prevention), ASHRAE (American Society of Heating, Refrigerating and Air Conditioning Engineers) e IUVA (International Ultraviolet Association)

    Tecnologia UV-C é ecologicamente correta e sustentável sem uso de produtos químicos e tóxicos. Maiores informações no site:
    http://www.xgerms.com.br

Publicado em acidez, alcalina, ambientes fechados, água, água alcalina, câncer, cloro, cloto, desinfecção, doenças, esterilização, flúor, hiper-bactérias, hiperbacterias, Infecções hospitalares, pH, pneumonia, Profissionais da Saúde, sangue, super-bactérias, superbactérias, TB, tecnologia, Tecnologia Verde, tuberculose, ultravioleta, Uncategorized, UV-C, UVGI | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Produtos de limpeza domésticos causam sérios problemas de saúde desde alergias até câncer.

limpezaEstudos realizados pela Organização Mundial de Saúde (OMS) confirma que produtos químicos de limpeza usados no dia-a-dia colocam as pessoas em graves problemas no sistema endócrinos, doenças específicas e transtornos como : alergias, asma, problemas testiculares, defeitos de nascimento, reduz a fertilidade feminina e masculina, problemas no sistemas nervoso, transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH), afetam os hormônios da tireoide, podendo levar a danos cerebrais, perda de inteligência, autismo, leucemia até câncer de mama, tireoide e próstata.

Não somente os humanos são afetados; todos os seres vivos também, isto é:
Toda a Natureza está em risco.

Os pesquisadores disseram que é razoável suspeitar que as substâncias químicas encontradas nos produtos de uso domestico e de cuidados pessoais como cremes, desodorantes, shampoos chamados de ftalatos, parabenos cria sérios problemas a saúde.

Estudo também levantaram preocupações sobre todos os tipos de bisphenois (BP-A, K, L M, N e outros), um composto sintético encontrado em muitos artigos diários tais como latas, refrigerantes, óculos de sol, etc. A substância é acreditada por interferir com os hormônios que influenciam o crescimento e desenvolvimento humano.

Os diversos sistemas endócrinos são afetados pelos produtos químicos incluindo todos os sistemas hormonais e aqueles alcance que controla o desenvolvimento e função dos órgãos reprodutivos para os tecidos e órgãos que regulam o metabolismo e a saciedade, disse o relatório. Efeitos nesses sistemas levam a obesidade, infertilidade ou fertilidade reduzida, dificuldades de aprendizagem e memória, diabetes, início ou doença cardiovascular, bem como uma variedade de outras doenças.”

O estudo demonstrou que as comunidades em todo o mundo estão expostas aos produtos químicos endócrinos que altera o funcionamento do organismo humano com os seus riscos associados, disse Dr. Maria Neira, que é diretora de saúde pública e meio ambiente. Ela disse que a Agência trabalhará com parceiros para estabelecer prioridades para investigar todos os impactos sobre a saúde; acrescentou: Nós todos temos a responsabilidade de proteger as gerações futuras.

O estudo é apoiado pelos avisos similares pela Agência Europeia do Ambiente, que foram emitidos no ano passado, já alertavam que itens como os cosméticos e medicamentos que contenham produtos químicos endócrinos são prejudiciais à saúde.

De acordo com um comunicado para a imprensa da União Européia, alerta sobre o uso de produtos químicos endócrinos e suas associações encontrados em muitos produtos de uso domésticos , uso pessoal com protetores solares e industriais; que causam sérias doenças específicas e desordens no organismo humano; que causam um completo impacto na saúde causados pelos desreguladores endócrinos.

Tecnologia Verde

A Tecnologia UV-C é uma importante arma para o combate e prevenção contra os micro-organismos em ambientes fechados e principalmente contra bioterrorismo recomendado fortemente pela NHS (National Health Service), FDA (Food and Drug Administration), FEMA (Federal Emergency Management Agency), CDC (Centers for Disease Control and Prevention), ASHRAE (American Society of Heating, Refrigerating and Air Conditioning Engineers) e IUVA (International Ultraviolet Association)

Tecnologia UV-C é ecologicamente correta e sustentável sem uso de produtos químicos e tóxicos. Maiores informações no site:
http://www.xgerms.com.br

UV-C Home Disinfection – Para eliminação de bactérias e micro-organismos em ambientes.

É um poderosos e seguro sistema de higienização que desinfeta e elimina vírus invisíveis, germes, ácaros, mofo e odores na superfície do lar casa (cozinha, banheiros, etc) e outros ambientes como bercário, igrejas, escolas, empresas e etc.

UV-C Home Disinfection_2
Fontes:

http://www.naturalnews.com/039259_household_chemicals_cancer_birth_defects.html#ixzz2N8QmUQkR

http://www.telegraph.co.uk/health/healthnews/9881992/Everyday-chemicals-linked-to-diseases-warns-World-Health-Organisation.html

http://www.dailymail.co.uk/news/article-2281394/Poisoned-day-life-Landmark-study-warns-gender-bending-chemicals-home-food-car-ARE-linked-huge-range-diseases.html

Publicado em acidez, alcalina, ambientes fechados, água, água alcalina, câncer, cloro, cloto, desinfecção, doenças, esterilização, flúor, hiper-bactérias, hiperbacterias, Infecções hospitalares, pH, pneumonia, Profissionais da Saúde, sangue, super-bactérias, superbactérias, TB, tecnologia, Tecnologia Verde, tuberculose, ultravioleta, Uncategorized, UV-C, UVGI | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Infecções Hospitalares – Sérios riscos aos pacientes, funcionários e corpo médico.

Neste blog temos alertado em vários artigos sobre os sérios riscos dos ambientes fechados como um todo, e mais especialmente em hospitais, clínicas, consultórios, ambulatórios e ambulâncias. Estes ambientes são extremamente propicios para a proliferação de vários tipos de bactérias letais à nós.

Reportagem da Revista Veja:
http://veja.abril.com.br/noticia/saude/campinas-amplia-busca-por-criancas-infectadas-em-maternidade

Campinas amplia busca por crianças infectadas em maternidade
A Secretaria de Saúde de Campinas afirmou nesta sexta-feira que crianças nascidas entre os dias 1º de novembro e 31 de dezembro de 2011, na ala 3 da maternidade do Hospital Madre Theodora, em Campinas, farão exames para detecção de tuberculose. De acordo com a Vigilância Sanitária da cidade, 107 bebês, nascidos entre janeiro e junho de 2012 na ala, foram contaminados com tuberculose. As investigações foram estendidas depois que dois bebês, um nascido em dezembro de 2011 e outro no dia 2 de janeiro de 2012, foram diagnosticados com a doença.

tuberculosis

As crianças foram contaminadas por uma assistente de enfermagem que estava doente, e foi diagnosticada apenas em agosto de 2012. Segundo Maria Alice Satto, coordenadora do Programa de Controle de Tuberculose do Município de Campinas, a funcionária era fumante, o que mascarou seu diagnóstico. “Fumantes normalmente já tossem muito. Eu diria que, no caso dela, houve uma desvalorização dos sintomas pelo hospital”, diz.

Contaminação — A investigação começou depois que duas crianças nascidas na maternidade do hospital foram diagnosticadas com tuberculose em abril e em agosto de 2012. Como a profissional havia sido diagnosticada em agosto — estava de férias desde 30 de junho —, todos os funcionários do Madre Theodora passaram por exames clínicos e radiológicos. Em seguida, a Vigilância Sanitária analisou 1.054 bebês nascidos na ala 3, entre janeiro e junho de 2012. Desses, descobriu-se que 17 desenvolveram a doença e outros 90 têm infecção latente (foram infectados, mas não desenvolveram a doença).

Agora, com a nova fase de investigações, outras 282 crianças serão examinadas a partir da próxima semana. A Vigilância não estabeleceu prazo para a avaliação final, já que a análise dessas crianças leva em conta diversas variáveis. “Se um bebê estiver doente, com febre por exemplo, essa condição terá que ser tratada antes de se procurar pela tuberculose”, diz Maria Alice.

Outros casos — De acordo com a Vigilância, outras duas crianças nascidas no hospital em julho e agosto de 2011 também foram diagnosticadas com tuberculose. O vínculo epidemiológico com a assistente de enfermagem, no entanto, é pouco provável. Mas como medida adicional de segurança, todas as quase 600 crianças nascidas entre julho e outubro de 2011 serão contatadas por telefone. Será feita uma triagem por pediatras para verificar se há indícios da doença. “O risco maior da criança adoecer é de, em média, dois anos após a exposição. No caso do Hospital Madre Theodora essa média tem sido de quatro meses. Consideramos que seja pouco provável a relação entre esses casos”, diz Maria Alice.

Saiba mais sobre a Tuberculose:
Causada pela bactéria Mycobacterium tuberculosis, a doença provoca infecção no pulmão, embora possa afetar outros órgãos. É transmitida via aérea e na maioria dos casos — 90 a 95% — permanece latente no organismo. Nos 5 a 10% de pessoas que têm a doença ativa, a bactéria multiplica-se e deixa o paciente doente, causando dificuldade respiratória, tosse, dor no peito e acúmulo de líquido entre o pulmão e o tórax, entre outros sintomas.

Tecnologia Verde

A Tecnologia UV-C é uma importante arma para o combate e prevenção contra os micro-organismos em ambientes fechados e principalmente contra bioterrorismo recomendado fortemente pela NHS (National Health Service), FDA (Food and Drug Administration), FEMA (Federal Emergency Management Agency), CDC (Centers for Disease Control and Prevention), ASHRAE (American Society of Heating, Refrigerating and Air Conditioning Engineers) e IUVA (International Ultraviolet Association)

Tecnologia UV-C é ecologicamente correta e sustentável sem uso de produtos químicos e tóxicos. Maiores informações no site:
http://www.xgerms.com.br

Publicado em acidez, alcalina, ambientes fechados, água, água alcalina, câncer, cloro, cloto, desinfecção, doenças, esterilização, flúor, hiper-bactérias, hiperbacterias, Infecções hospitalares, pH, pneumonia, Profissionais da Saúde, sangue, super-bactérias, superbactérias, TB, tecnologia, Tecnologia Verde, tuberculose, ultravioleta, Uncategorized, UV-C, UVGI | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Fatos que precisamos conhecer sobre os óleos e gordura!

azeite-olivaUm dos alimentos mais amplamente incompreendido até hoje agrupa óleos e gorduras o que podem ser prejudicial e crucial a nossa saúde; dependendo do tipo que são e a forma de processamento. Mas com tantas inconsistências e inverdades emergentes das autoridades de saúde e o Marketing sobre a questão. É difícil para muitas pessoas decifrar efetivamente entre os dois.

Então, para ajudar a esclarecer apresentamos seis fatos importantes que você precisa saber sobre óleos e gorduras que vão mudar a maneira como você ver essa categoria de alimentos e esperançosamente melhorar a sua saúde da sua família:

1. As gorduras saturadas são importantes para a saúde do cérebro. Manteiga, óleo de coco, banha de porco e vários outros tipos de gordura saturada estão constantemente sendo demonizados como bloqueadores das artéria e do coração, mas nada poderia estar mais longe da verdade. Uma grande porcentagem de seu cérebro é composta de gordura saturada e colesterol, o que significa que este órgão vital precisa de gordura saturada para funcionar corretamente. Muitos não sabem que os ácidos graxos Ômega-3, que ganharam atenção considerável nos últimos anos pela sua importância na saúde do cérebro, exigem realmente a presença de gorduras saturadas para a assimilação adequada. A deficiência do Ômega-3 leva a uma série de doenças mentais como: bi-polaridade, depressão, Mal de Alzheimer e Parkinson. http://www.naturalnews.com/027865_saturated_fat_health.html)

Da mesma forma, seus ossos exigem gorduras saturadas também para transportar eficazmente o cálcio e outros minerais importantes ao longo de seu corpo. E no caso da gordura de animal alimentados com capim e óleo de coco, gorduras saturadas dar benefícios antifúngicos, antibacterianos e antivirais naturais, seu corpo, bem como necessário os ácidos láurico, mirístico e caprílico, que são cruciais para aumentar a imunidade e combater infecções.
(http://www.naturalnews.com/026819_lauric_acid_coconut_oil.html)

2. A maioria dos óleos vegetais são insalubres, causar inflamações sistêmicas. Por outro lado, óleos de vegetais como soja, canola (colza), cártamo, girassol e milho, os quais são apregoados na mídia como alternativas saudáveis tradicionais as gorduras saturadas; eles promove a inflamação crônica por todo o corpo. Ciência continua a mostrar que o mono e óleos poliinsaturados são carregados com os ácidos gordos omega-6, uma abundância de que pode levar à doença e dor crônica. Substituição pelo óleo vegetal em substituição de gordura saturada também priva o seu corpo de gordura que ele realmente precisa para ficar saudável. (http://www.naturalnews.com/035015_PUFAs_health_fatty_acids.html)

3. Muitos óleos vegetais ficam rançoso quando cozido com calor elevado. Muitos consideram que o azeite por ser um dos óleos mais saudáveis disponíveis e justamente por isso, como essa gordura baseada em vegetais pode ajudar a prevenir doenças cardíacas e protegem os ossos. Mas o azeite também fica ou mesmo tornar-se tóxicos quando aquecido acima de 190º.C, porque é uma classe de óleos com baixo ponto de fusão. Existem outros óleos com o ponto de fusão baixo: óleos mais refinados e óleo de linhaça (cerca de 100º.C) e óleo de macadâmia (cerca de 190º.C). (http://www.goodeatsfanpage.com/collectedinfo/oilsmokepoints.htm)

4. Óleo de canola (Canadian Oil Low Acid), planta modificada geneticamente colza, quase sempre contém ácidos graxos trans perigoso. Óleo de canola foi introduzido no mercado na década de 1980, e grandes corporações como a Cargill gastou incontáveis milhões de doláres para convencer as pessoas de que o produto é saudável para consumo humano. Mas o que a indústria não mencionar é o fato de que as técnicas de processamento usadas para refinar o óleo de canola quase sempre produzem ácidos graxos trans-prejudiciais como um subproduto. Na verdade, testes em animais mostraram que o consumo de óleo de canola pode levar a deficiência de vitamina E.

“Muitos Ômega-3 do óleo de canola são transformados em gorduras trans durante o processo de desodorização. Investigação continua a provar que a gordura saturada é altamente protetora. Ainda que o óleo de canola é uma gordura monoinsaturada”; explana a Weston A. Price Foundation (WAPF) sobre os perigos de óleo de canola a saúde humana.

O estado do Rio Grande do Sul é o maior produtor da colza com finalidade para uso de bio-diesel e é vendido para nós como óleo altamente saudável.

5. Muitos dos óleos recomendados pelas autoridades da saúde são organismos modificados geneticamente modificadas. Outro fator a considerar na busca de gorduras e óleos saudáveis é se eles foram geneticamente modificadas. Muitos dos óleos e gorduras recomendadas pelas autoridades de saúde como superior – estas incluem canola, soja, milho e caroço de algodão – são feitos a partir de organismos modificados geneticamente, que são cada vez mais sendo ligados causando danos nos órgãos, problemas digestivos e cânceres. (http://www.naturalnews.com/GMOs.html)

Por outro lado, a maioria dos óleos e gorduras disponíveis, mais saudáveis são não-organismos modificados geneticamente; alguns deles talvez você não ter ouvido falar e são em grande parte ignorados pela pelas autoridades da saúde e mídia. Estes incluem o cânhamo, macadâmia, gergelim, semente de abóbora, noz, amêndoa, noz-pecã, semente de linho, abacate e óleos de coco, todos os que têm suas próprias propriedades únicas de saúde. (http://www.naturalnews.com)

GMO_36. Muitos óleos de cozinha são tratados com produtos químicos tóxicos altamente e cancerígenos; de dificilmente remoção depois de processados; tudo isto para dar uma aparência bonita para serem vendidos. A idéia por trás de óleos chamados de “prensado a frio” é que eles são mais saudáveis e têm mais de seus nutrientes intactos como resultado de não serem aquecidas. Mas, de acordo com o Dr. Udo Erasmus, autor do livro “Fats That Heal, Fats That Kill” (Gorduras que curam, gorduras que matam), muitos óleos de cozinha rotulados como “prensado a frio” realmente foram cozido ou tratada com produtos químicos solventes tóxicos, como o hexano, tornando-as potencialmente tóxicos.

Os óleos de cozinha melhores e mais seguros, diz ele, são aquelas que são removidos por pressão usando baixas temperaturas como das nozes e sementes orgânicas. Os óleos também devem ser protegidos de luz, oxigênio e calor durante o processo de produção, e engarrafados em vidro sólido escuro e não em embalagens plasticas transparentes. Infelizmente não é isto que encontramos nos supermercados. (http://lifespa.com/2012/07/dont-use-these-oils/)

Infelizmente a população em geral não sabe disto! Então, o que mais assusta é que tudo isto é de conhecimento das Autoridades responsavéis pela Saúde e Vigilância Sanitária e dos Profissionais da Saúde. Sabem que isto gera inúmeras doenças e custos elevados e pesados ao Sistema de Saúde Pública; então fica a dúvida:

“PORQUE PERMITEM QUE ISTO SEJA VENDIDO AO PÚBLICO EM GERAL?”

Leia o artigo:
Azeite que você usa pode não ser! – Você está sendo enganado!

https://xgerms.wordpress.com/2012/10/12/azeite-que-voce-usa-pode-nao-ser-voce-esta-sendo-enganado/

Tecnologia Verde

A Tecnologia UV-C é uma importante arma para o combate e prevenção contra os micro-organismos em ambientes fechados e principalmente contra bioterrorismo recomendado fortemente pela NHS (National Health Service), FDA (Food and Drug Administration), FEMA (Federal Emergency Management Agency), CDC (Centers for Disease Control and Prevention), ASHRAE (American Society of Heating, Refrigerating and Air Conditioning Engineers) e IUVA (International Ultraviolet Association)

Tecnologia UV-C é ecologicamente correta e sustentável sem uso de produtos químicos e tóxicos. Maiores informações no site:
http://www.xgerms.com.br

Saude_1

Fontes:
http://www.naturalnews.com/039111_dietary_fats_brain_health_facts.html
http://www.mindbodygreen.com/0-7592/5-Fats-that-dont-Make-You-Fat.html

Publicado em acidez, alcalina, ambientes fechados, água, água alcalina, câncer, cloro, cloto, desinfecção, doenças, esterilização, flúor, hiper-bactérias, hiperbacterias, Infecções hospitalares, pH, pneumonia, Profissionais da Saúde, sangue, super-bactérias, superbactérias, TB, tecnologia, Tecnologia Verde, tuberculose, ultravioleta, Uncategorized, UV-C, UVGI | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Importância da Vitamina D para a saúde; reduzindo doenças e cânceres!

Você sabia que os filtros-solares são os grandes responsáveis pela baixa quantidade da Vitamina D no nosso organismo. Eles reduzem em mais de 80% da produção da Vitamina D que é vital para nossa vida; ou seja, o filtro-solar bloqueia a irradiação ultravioleta chamada de UV-B e não o UV-A que é o causador do câncer de pele! O UV-B é responsável pela sinterização dentro do nosso organismo da Vitamina D; e existem equipamentos fora do Brasil que usam este comprimento de onda para curar as pessoas sem necessidade de remédios ou antibióticos; as principais doenças curáveis são a psoríase, vitiligo, e outras.

vitamin-d_600

Os fabricantes de filtros-solares terão um longo caminho a percorrer na correção das propagandas de desinformação de décadas passadas, o mercado em breve pode experimentar pelo menos uma ligeira mudança na direção. Relatórios médicos indicam um composto de vitamina D, é benéfico como um meio de reduzir os danos do DNA que leva ao cânceres, incluindo uma redução de rugas e manchas escuras que podem aparecer como resultado da exposição solar excessiva da pele.

De acordo com o Professor Rebecca Mason da Universidade de Sydney Bosch Institute for Medical Research, o composto tem a capacidade de reduzir os danos do DNA pele em 50 por cento e, provavelmente, em mais de 60 a 80%.

A primeira coisa a compreender sobre a vitamina D é que ela não é uma vitamina e sim um hormônio. Por definição, uma vitamina é uma substância que é essencial para a saúde humana, mas não podem ser produzidos pelo corpo. A vitamina D é essencial para o metabolismo do cálcio e do fósforo no organismo e sem ela não teremos os ossos saudáveis. Ela é produzida pelo nosso corpo quando estamos expostos aos raios solares no comprimento UV-B. Hoje já se sabe que ela é também responsável por muitos outros aspectos na qualidade da saúde.

A Vitamina D foi nomeada em 1920; e somente em 1924 que os investigadores descobriram que ela é produzida no organismo quando estamos exposto à luz solar. Existem dois tipos principais de Vitamina D2 conhecida como ergocalciferol e Vitamina D3 é chamada colecalciferol.

Para algumas pessoas, receber a Vitamina D da luz do sol é uma escolha certa e natural. Para outros, graças ao Marketing dos fabricantes do filtro-solar e de alguns Profissionais da Saúde a exposição ao sol é uma coisa assustadora e deve ser evitada a todo custo protegendo-se usando roupas com proteção e cremes.

Como obtemos a nossa Vitamina D?

Primeiro Passo: Tudo começa quando a pele é exposta ao sol; a irradiação UV-B do sol interfaceia com o colesterol da pele iniciam o processo de conversão para chamada 7-deidrocoslesterol, e esta substância é sintetizada em pré-vitamina D3. A pré-vitamina D3 imediatamente converte em vitamina D3 no fígado. Esta é a vitamina D, que circula pelo corpo, mas ainda não está habilitada em sua forma ativada. Sem colesterol, não há nenhuma conversão, assim insuficientes de vitamina D3.

A vitamina D3 é produzida em grandes quantidades quando você está no sol durante períodos de pico UV. De fato, estima-se que 30 minutos no sol ao redor do meio-dia, vestindo um maiô, pode produzir até 20.000 UI da Vitamina D. Se você receber muito sol, a pele é capaz de converter o excesso de Vitamina D para outras moléculas inativas. Desta forma, o corpo não tem uma overdose da Vitamina D a partir de exposição solar.

Segundo Passo: A Vitamina D3 se torna 25D. A Vitamina D3, seja de sol ou suplemento faz o seu caminho para o fígado, onde é um processo (hidroxilação) transformando-o em 25D para armazenar em seu corpo. Tendo estoques de 25D em seu corpo é muito importante, pois esses estoques vão aumentar a capacidade do seu corpo de fazer o melhor uso de recursos de Vitamina D. Se o seu corpo não armazena suficiente de Vitamina D na forma de 25D, então você vai ter níveis baixos ou deficientes de Vitamina D no sangue. Idealmente seus níveis de Vitamina D deve ser o ótimos.

Terceiro Passo: 25D torna-se 1,25D3. A primeira prioridade para a saúde do seu corpo é enviar 25 D de seu fígado aos rins, onde ele é transformado em 1,25D3. 1,25D3 é um potente e ativa forma da Vitamina D. Como 1,25D3 na forma de Vitamina D tem o trabalho de circular no seu sangue para garantir que você mantenha níveis adequados de cálcio. Esta função de 1,25D3 é vital para nossa saúde; tanto que cientistas não esperam ter outras funções especiais.

Em 1970, o Dr Michael Holick e seus colegas descobriram que os rins não eram o único lugar do corpo onde 25D era metabolizado no potente e vital substância 1,25D3. Quando seu corpo tem bastante lojas de 25 D e manteve o bom funcionamento dos níveis de cálcio no sangue, algo interessante acontece com o excesso D25.

Apenas nos últimos 10 anos que os cientistas passaram a compreender esta função recém-descoberta da forma 25D de Vitamina D. Eles descobriram que a maioria dos tecidos e células do corpo possuem a capacidade de metabolizar 25D a partir do fígado e transformá-la em um , 25D3. Quando os pesquisadores descobriram essas etapas extras no metabolismo da Vitamina D, eles perceberam que muitos órgãos, tecidos e células do corpo possuem receptores para a Vitamina D.

Isso significa que a Vitamina D circula por todo o corpo e tem a capacidade de pousar e afetam de forma positiva as células, tecidos e órgãos que a recebem. Ela é a única substância de seu tipo no corpo e pesquisadores estão descobrindo que a Vitamina D provê reparação e muitas outras funções de manutenção na maioria dos tecidos e células. A Vitamina D não é apenas sobre a saúde dos ossos é muito mais!

É este fato novo sobre a forma 1,25D3 da Vitamina D, que tem animado muito os pesquisadores.De acordo com o Dr. John Cannell, diretor do Conselho da Vitamina; 1,25D3 age em mais de 200 genes no organismo e pode ser encontrada na maioria dos tecidos do corpo. Ele afirma em seu site: “Isso explica por que a mesma substância pode ter um papel na prevenção do câncer, gripe, asma não, autismo, esclerose múltipla e doença cardiovascular, apenas curar o raquitismo e osteomalácia”.

filtro solar

Vitamina D nos alimentos

Alguns especialistas em saúde e nutricionistas têm insistem que podemos ter acesso a quantidades suficientes de vitamina D de comer alimentos ricos em vitamina D. Negativo; você não vai comer peixe suficiente, ovos ou cogumelos para obter de forma adequada e muito menos ideal.

Uma grande quantidade de reportagens tem alertado o mundo sobre as implicações para a saúde da deficiência da Vitamina D. Repórteres estão interpretando os resultados, e entrevistando médicos, nutricionistas e profissionais de saúde para as suas opiniões sobre a veracidade dos achados científicos. Os leigos estão expressando suas opiniões através de seus blogs e comentários em sites. Embora seja interessante ler e ouvir que variam de razão; isto só tem criado confusão para as pessoas que estão à procura de informação sólida sobre a qual basear suas decisões de saúde.

Há muita informação conflitante sobre a presença de Vitamina D em alimentos. Alguns defensores ávidos de uma alimentação saudável se apegam à crença de que toda a nossa alimentação pode vir de uma dieta equilibrada e saudável. Embora este ideal é admirável, há algumas considerações sobre a dieta que permanecem um fato para a maioria das pessoas.

vitamina d

Você nunca irá comer bastante peixe, ovos ou cogumelos para obter Vitamina D adequada:

1. Especialistas em alimentos insistem que não sabe qual é o total de Vitamina D na alimentação; sendo inadequado como colher benefícios para a saúde, uma pessoa comum não sabe o que esperar de Vitamina D nos alimentos.
2. A maioria das pessoas não comem dietas saudáveis dietas e equilibradas; nunca vai alcançar níveis adequados de vitamina D por si só.
3. Simplesmente não há alimentos suficiente alimentos que elevem naturalmente Vitamina D aos níveis sanguíneos ideais.
4. Alimentos enriquecidos com Vitamina D não contêm quantidades uniformes de substância e não contem a quantidade de Vitamina D relatado na embalagem.
5. Muitos dos alimentos estão contaminados com agro-tóxicos ou são transgênicos (geneticamente modificados) que alteram para baixo os níveis da Vitamina D neles.
6. Tomar refrigerantes, sucos em caixinhas e água contendo flúor e cloro alteram o seu pH menor que 7.4 no seu corpo proporcionando ambiente ideal para as doenças e alteram o sua imunidade.

Tecnologia Verde

A Tecnologia UV-C é uma importante arma para o combate e prevenção contra os micro-organismos em ambientes fechados e principalmente contra bioterrorismo recomendado fortemente pela NHS (National Health Service), FDA (Food and Drug Administration), FEMA (Federal Emergency Management Agency), CDC (Centers for Disease Control and Prevention), ASHRAE (American Society of Heating, Refrigerating and Air Conditioning Engineers) e IUVA (International Ultraviolet Association)

Tecnologia UV-C é ecologicamente correta e sustentável sem uso de produtos químicos e tóxicos. Maiores informações no site:
http://www.xgerms.com.br

Fontes:

http://www.naturalnews.com/039016_vitamin_D_skin_lotions_DNA_damage.html

http://www.drsoram.com/what-is-vitamin-d/

http://www.drlwilson.com/Articles/why%20take%20supplements.htm

http://tv.naturalnews.com/v.asp?v=5A62FC73922FD51A88E62E42C5A0AD5E

http://www.naturalnews.com/infographic-the-vitamin-d-guide.html

Publicado em acidez, alcalina, ambientes fechados, água, água alcalina, câncer, cloro, cloto, desinfecção, doenças, esterilização, flúor, hiper-bactérias, hiperbacterias, Infecções hospitalares, pH, pneumonia, Profissionais da Saúde, sangue, super-bactérias, superbactérias, TB, tecnologia, Tecnologia Verde, tuberculose, ultravioleta, Uncategorized, UV-C, UVGI | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário