Ar poluído causa mudanças físicas nocivas ao cérebro

Respiramos em média 20.000 litros/dia - ar de que qualidade?

Respiramos em média 20.000 litros/dia - ar de que qualidade?

(From NaturalNews) Ninguém gosta de respirar ar poluído em ambientes externos e internos; como os gases de escape dos veículos, ar ambiente contaminados por Compostos Voláteis Orgânicos, bactérias, fungos e mofos suspensos no ar; fazendo tossir e causando enxaquecas, dor de cabeça, olhos avermelhados, coriza e outras. A Organização Mundial da Saúde vem relatado quando a sua saúde é prejudicada; infelizmente não nós parece óbvio. Pesquisadores da Universidade Ohio já haviam encontrado uma ligação direta entre a poluição do ar e pressão arterial elevada. Agora vem a informação de um outro estudo, que a exposição prolongada à poluição do ar pode literalmente mudar o seu cérebro. Estas mudanças físicas não são benéficas; estão associados com a aprendizagem, problemas de memória, irritação, fobias e até depressão.
O novo estudo, está publicado “online” na revista Molecular Psychiatry; sendo primeira a pesquisa de longo prazo a mostrar o impacto negativo da poluição do ar externo quando interno como ou sem ambientes fechados com sistemas de ar condicionado.
Os resultados sugerem que a exposição prolongada ao ar poluído pode ser visível através dos efeitos negativos sobre o cérebro, o que pode levar a uma variedade de problemas de saúde; descobriu-se que partículas finas de ar provocam a inflamação generalizada no corpo – levando a um risco aumentado para diabetes e obesidade. A condição piora quando existem micro-organismos presentes no local como em hospitais e empresas. A extensa pesquisa sobre o impacto da poluição do ar sobre o cérebro acrescenta evidências das mais perturbadoras. Os pesquisadores disseram que:
“Quanto mais aprendemos sobre os efeitos na saúde da exposição prolongada à poluição do ar externo e ambientes fechados mais razões existem para se preocupar”.

Tecnologia Verde
A Tecnologia UV-C é uma importante arma para o combate e prevenção contra os micro-organismos em ambientes fechados e principlamente contra bioterrorismo sendo recomendado fortemente pela FEMA (Federal Emergency Management Agency), CDC (Centers for Disease Control and Prevention), ASHRAE (American Society of Heating, Refrigerating and Air Conditioning Engineers) e IUVA (International Ultraviolet Association)

Tecnologia UV-C é ecologicamente correta e sustentável sem uso de produtos químicos e tóxicos. Maiores informações no site:

http://www.xgerms.com.br

Leia outras reportagens sobre Tecnologia UV-C no blog
http://www.xgerms.wordpress.com

Anúncios
Esse post foi publicado em ambientes fechados, cloro, cloto, desinfecção, doenças, esterilização, flúor, Infecções hospitalares, pneumonia, Profissionais da Saúde, TB, tecnologia, tuberculose, ultravioleta, Uncategorized, UV-C, UVGI. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s