Que tipo de poluição existe dentro de ambientes fechados?

Não assustando ninguém; porém, ambientes fechados são uma festa para os mais variados micro-organismos, compostos voláteis orgânicos e aerossóis contendo substâncias tóxicas a Saúde. Ao falarmos em poluição associamos o termo a uma gigantesca nevoa preta ou cinza saindo de um caminhão e chaminés; a poluição é mais do isto. Ela existe também em lugares fechados; estudos apontam que a contaminação do ar nestes ambientes é mais prejudicial à saúde do que em grandes centros urbanos. Passamos mais de 80% de nossa vida dentro de ambientes fechados como: lares, prédios, escritórios, igrejas, shoppings, consultórios e hospitais.Os principais tipos de poluição dentro dos ambientes fechados são:

Ar Condicionado: Sistema climatizado ou não; ele é o grande vilão comparado aos demais. Dentro dele desenvolvem-se grandes colônias de fungos propicia aos micro-organismos que se espalhando pelos prédios; instalando-se nas superfícies em geral e nas partículas suspensas no ar. Multiplicando-se causando sérias doenças como a pneumonia e tuberculose. Respiramos em média 24.000 litros/dia de ar; sendo que a renovação do ar no ambiente é menor que 15%; isto é feito para economizar a energia elétrica. Os filtros deles são projetados para protegê-lo e não o ocupante do espaço. A porosidade do filtro não retém vírus, bactérias, pólen, fungos e ácaros; sendo um convite à proliferação.

Micro-organismos: A cada dia ouvimos noticias vinculadas com a gravidade das Infecções Adquiridas nos mais diversos ambientes e de novas super-bactérias e hiper-bactérias resistentes a antibióticos. Por exemplo: a bactérias: Legionella pneumophila causa um tipo de pneumonia difícil de ser curada em hospitais ela recebe o nome de MRSA. Bactérias fecais se dispersam no ar ao dar descarga com a tampa aberta e ali permanecem contaminados os objetos que lá se encontram.

Ácaros: Cama, travesseiros, cobertores, sofás, carpetes e almofadas são a maior fonte de contaminação por eles. Os ambientes quentes, úmidos e escamação da pele (que é natural; perdemos em media 15 gramas/dia!) o que favorecem as doenças respiratórias e alergias.

Particulados: Pólen, sujeira e fumaça do cigarro ficam em suspensão no ar, respondendo por mais de 80% da degradação do ar nos ambientes e aumentando o risco de problemas respiratórios.
Bolor: Mofos e fungos proliferam em ambientes que retém a umidade. Costuma ocorrer nas paredes e teto dos banheiros, cozinha e armários, causando rinite, asma e micoses.

Compostos Voláteis Orgânicos (VOCs): São as tintas, colas, vernizes dos equipamentos eletrônicos, resinas usadas nas mais diversas aplicações dentro dos ambientes que contêm substâncias químicas nocivas a Saúde; causando dor de cabeça, tontura e fraqueza.

Compostos Tóxicos: Como já se sabia e estudos recentes comprovaram a presença de substâncias altamente tóxicas em cosméticos, como desodorantes, perfumes, filtros solares e cremes faciais e corporais que podem causar sérios danos a Saúde; inclusive o Câncer.

Monóxido De Carbono: Gás altamente tóxico proveniente dos processos de combustão de fogões, aquecedores de água; causando. As concentrações perigosas podem causar: respiração irregular, dores de cabeça, náuseas, enjôos, tonturas, vômitos e no pior dos casos levando a óbito.

Tecnologia Verde
A Tecnologia UV-C é uma importante arma para o combate e prevenção contra os micro-organismos em ambientes fechados e principlamente contra bioterrorismo sendo recomendado fortemente pela FEMA (Federal Emergency Management Agency), CDC (Centers for Disease Control and Prevention), ASHRAE (American Society of Heating, Refrigerating and Air Conditioning Engineers) e IUVA (International Ultraviolet Association)

Tecnologia UV-C é ecologicamente correta e sustentável sem uso de produtos químicos e tóxicos. Maiores informações no site:

http://www.xgerms.com.br

Leia outras reportagens sobre Tecnologia UV-C no blog
http://www.xgerms.wordpress.com

Anúncios
Esse post foi publicado em ambientes fechados, cloro, cloto, desinfecção, doenças, esterilização, flúor, Infecções hospitalares, pneumonia, Profissionais da Saúde, TB, tecnologia, tuberculose, ultravioleta, Uncategorized, UV-C, UVGI. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s