Vírus da Tuberculose super-resistente à antibióticos dobra em uma década

Vírus da tuberculose: OMS alertou que a comunidade médica precisam ser treinada urgentemente para detectar os sinais de alerta precoce nos pacientes de forma a evitar o repasse do vírus.

Vírus da tuberculose: Organização Mundial da Saúde alertou que a comunidade médica precisam ser treinada urgentemente para detectar os sinais de alerta precoce nos pacientes de forma a evitar o repasse do vírus.

Organização Mundial da Saúde emitiu no dia 13/setembro/2011 um “Alerta Geral” de que tuberculose multi-resistente está em ascenção e que está se espalhando em uma “velocidade alarmante”.

From: Daily Mail Journal – Especialistas acreditam que muitos mais casos não são relatados. A cepa mortal da tuberculose não pode ser tratada com a maioria das drogas está a aumentar, as autoridades de saúde advertem.

Mas especialistas dizem que o verdadeiro número de infecções é muito mais alto porque muitos casos nunca são reportados às autoridades da saúde. A cepa resistente normalmente se desenvolve quando os pacientes com tuberculose param de tomar os seus antibióticos comuns porque eles se sentem melhor ou simplesmente esquecem. Nem todos os vírus no corpo foram mortos, e o restante sofre mutações tornando-se resistentes as medicações.

Esta nova estirpe então se espalha muito rapidamente pelos Centros de Saúde e, os cientistas dizem que cada pessoa infectada passa a doença para, pelo menos, outros dez. E, que metade dos pacientes com esta nova forma de super tuberculose vai morrer porque não é aplicada corretamente a medicação. Este tipo particular de doença pode ser tratada apenas com um punhado de antibióticos que são muito mais caros, e não estão disponíveis a todos.

Organização Mundial da Saúde relata que qualquer pessoa pode ser infectada pelo vírus resistente, e não apenas grupos, como crianças, velhos, imigrantes, prisioneiros e os sem-teto.
Parte dos cuidados recomendados é a higienização e esterilização das mãos, vestimentas e aparelhos médicos usados entre pacientes. O uso da Tecnologia UV-C também é fortemente recomendada para uso nos hospitais nos diversos setores, no transporte dos pacientes e inclusive no sistema de ar condicionado; visto que o vírus pode ser transmitido de diversas formas.

Tecnologia Verde
A Tecnologia UV-C é uma importante arma para o combate e prevenção contra os micro-organismos em ambientes fechados e principlamente contra bioterrorismo sendo recomendado fortemente pela FEMA (Federal Emergency Management Agency), CDC (Centers for Disease Control and Prevention), ASHRAE (American Society of Heating, Refrigerating and Air Conditioning Engineers) e IUVA (International Ultraviolet Association)

Tecnologia UV-C é ecologicamente correta e sustentável sem uso de produtos químicos e tóxicos. Maiores informações no site:

http://www.xgerms.com.br

Leia outras reportagens sobre Tecnologia UV-C no blog
http://www.xgerms.wordpress.com

Esse post foi publicado em ambientes fechados, cloro, cloto, desinfecção, doenças, esterilização, flúor, Infecções hospitalares, pneumonia, Profissionais da Saúde, TB, tecnologia, tuberculose, ultravioleta, Uncategorized, UV-C, UVGI. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s