1º de Outubro – Dia Mundial do MRSA

“Dia Mundial de Combate as Infecções Hospitalares”

“Infecções Hospitalares matam mais do que Câncer, AIDS e Influenza”.

O Dia Mundial do MRSA foi criado nos Estados Unidos em janeiro de 2009 por Jeanine Thomas, presidente e fundadora da Rede de Sobreviventes das Infecções Hospitalares. Essas infecções hospitalares são provenientes das mais variadas bactérias, vírus e micro-organismos letais ao ser humano e estão presentes nos ambientes fechados dos hospitais, centros de saúde, UTIs, ambulatórios, clínicas e ambulâncias. A Rede de Sobreviventes das Infecções Hospitalares é o primeiro grupo de advocacia dos Estados Unidos a alertar a sociedade sobre a gravidade deste tipo de infecção.

O MRSA (Methicillin-Resistant Staphylococcus Aureus), também conhecido como uma “super-bactéria. é extremamente resistente aos mais diversos e modernos antibióticos existente e se propaga, particularmente, em hospitais e centros de saúde. Embora, tradicionalmente, vista como uma infecção hospitalar, hoje também se espalha pela comunidade. A propagação se dá pela pele e pelo ar, especialmente em sistemas de ar condicionado climatizados. Caso não seja tratada adequadamente, pode levar à morte.

Com a criação do Dia Mundial do MRSA, a esperança é de sensibilizar, principalmente, os governos e autoridades de Saúde para que se unam de modo a impedir a propagação das Infecções Hospitalares. Ademais, visa conscientizar a sociedade dos seus direitos de maneira que possa inspecioná-los e reivindicá-los exigindo ações concretas inclusive com processos e indenizações na Justiça Cível.

Este ano o Tema Global é:
Epidemia MRSA – Uma Chamada para Ação
“Ative-se – Envolva-se – Faça a Diferença!”

No Brasil, o Ministério da Saúde e o Ministério do Trabalho e Emprego emitiram uma série de Portarias e Normas Regulamentadoras para o funcionamento dos estabelecimentos a fim de garantir a segurança dos ocupantes, empregados e visitantes. Infelizmente pouco delas são cumpridas.

Tecnologia Verde
A Tecnologia UV-C é uma importante arma para o combate e prevenção contra os micro-organismos em ambientes fechados e principlamente contra bioterrorismo sendo recomendado fortemente pela FEMA (Federal Emergency Management Agency), CDC (Centers for Disease Control and Prevention), ASHRAE (American Society of Heating, Refrigerating and Air Conditioning Engineers) e IUVA (International Ultraviolet Association)

Tecnologia UV-C é ecologicamente correta e sustentável sem uso de produtos químicos e tóxicos. Maiores informações no site:

http://www.xgerms.com.br

Leia outras reportagens sobre Tecnologia UV-C no blog
http://www.xgerms.wordpress.com

Esse post foi publicado em ambientes fechados, cloro, desinfecção, doenças, esterilização, flúor, Infecções hospitalares, pneumonia, Profissionais da Saúde, TB, tecnologia, tuberculose, ultravioleta, Uncategorized, UV-C, UVGI. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s