Médicos e Cientistas comprovam os benéficos da Luz

Mau hálito? Problema no joelho? Eczema? Rinite Alérgica? Dores nas Costas? Ligue as luzes! Os médicos estão ligando para uma idéia muito brilhante!

Antigos gregos há mais de 2.000 anos antes de Cristo conheciam os benefícios da Luz.
A Luz Solar que atinge o nosso planeta é essencial para a preservação do calor e da existência da vida.
Atualmente, a cura pelo luz se converte em um método de tratamento médico cuja efetividade encontra-se plenamente reconhecida pela comunidade científica mundial como Terapia Foto-terapia.

A Luz na forma que a conhecemos faz parte de uma irradiação eletromagnética com comprimento de onda sensível ao olho humano; as faixas que visualizamos encontra-se além das faixas de ultravioleta e infravermelho. As três propriedades físicas básicas da luz, e de toda a irradiação eletromagnética, são: brilho (ou amplitude), cor (ou frequência), e polarização (ou ângulo de vibração). Devido à dualidade onda-partícula, a luz exibe simultaneamente propriedades quer de ondas quer de partículas.


Sabemos como é benéfica uma explosão de sol quente pode ser para a constituição física, especialmente após o início sombrio para o verão; cientistas e médicos estão utilizando o poder da luz para enfrentar dezenas de doenças, incluindo acidente vascular cerebral, mau hálito, febre do feno e até mesmo câncer.

Dermatologistas estão entre os primeiros especialistas em usar a Terapia da Luz, também chamada fototerapia, para aliviar as condições da pele, incluindo psoríase.

Os psiquiatras, descobriram que poderia ser utilizada com sucesso para tratamento de alguns tipos de depressão sazonal, uma forma de doença mental que atinge durante os meses de inverno.

Aqui, revelamos algumas condições que podem auxiliar a resolver ou minimizar via a Terapia da Luz.

DOR NAS COSTAS
Os médicos do Hospital Universitário de Heidelberg desenvolveram um patch que emite luz azul para tratar a dor nas costas; embora inofensivo para os tecidos, à luz azul é forte o suficiente para desencadear efeitos biológicos no corpo, e está sendo usado cada vez mais para uma variedade de tratamentos médicos. Conforme estudos demonstram que este comprimento de onda estimula a produção do corpo de óxido nítrico; relaxando as fibras musculares (redução de espasmos musculares dolorosos) e alarga os vasos sanguíneos (aumenta o fluxo sanguíneo na área, resultando em alívio da dor crônica e aguda). Recomenda-se o uso de cinco vezes ao longo de 14 dias para 30 minutos de cada vez. Enquanto isso, um estudo realizado nos EUA está olhando para o uso da luz no tratamento da dor da osteoartrose do joelho.

MAU HÁLITO
A luz azul, também pode ajudar a combate o mau hálito das pessoas; exposição de apenas dois minutos neste comprimento de onda, utilizadas para clareamento dental, é suficiente para matar as bactérias na saliva associada com mau hálito. Pesquisadores da Universidade Hebraica e da Escola de Medicina Hadassah, em Jerusalém Dental utilizaram a luz em 50 amostras de saliva, e os resultados mostraram uma queda significativa no odor; descobriram que o equilíbrio de bactérias nas amostras foi mudado pela luz, tornando as bactérias mais malcheirosas menos dominantes.

Os cientistas da Universidade de Harvard descobriram que a luz azul pode também ser utilizada para combater bactérias associadas com a doença de goma destrutiva. Os investigadores dizem que a luz pode ser útil na prevenção, controle ou tratamento da periodontite, uma infecção oral que pode levar à perda de ossos e dentes. Algumas das bactérias foram erradicadas em poucos segundos, disse o Dr. Nikos Soukos, que liderou a pesquisa.

ECZEMA
A luz ultravioleta na banda A (vide figura acima) pode ser utilizada para ajudar a tratar doenças da pele via fototerapia, reduzindo a inflamção e ajudando amortecer as condições tais como eczema, acne, psoraisis e vitiligo (pigmento irregular na pele).

Um estudo no Hospital Universitário Gasthuisberg, na Bélgica, descobriu que a exposição à luz ultravioleta reduziu comichão na pele por mais de 60 por cento.

A luz ultravioleta na banda C (vide figura acima) é utilizada para tramento de escaras (úlceras de decúbito ou feiras que não se fecham) para eliminação de bactérias na região infectada. Este mesmo comprimento de onda é utilizado para a esterilização e desinfecção de ambientes fechados em hospitais, consultorios, indústrias, comércio, shoopings e lares para eliminação de micro-organismos letais aos Seres Humanos.

FERIDAS
Feridas crônicas, incluindo úlceras do pé diabético e úlceras de pressão, foram tratadas com sucesso com a terapia da luz combinada.

Em um estudo em Huddinge University Hospital, Estocolmo, uma combinação da luz violeta na banda C (para eliminação das bactérias) com a luz vermelha e luz infravermelha aumentou a pressão taxa de cicatrização da úlcera por 54 por cento, e 90 por cento da área de úlceras de pressão curado dentro de cinco semanas. O fluxo sanguíneo aumenta com a luz, possibilitando maiores quantidades de oxigênio alcançar a área da ferida, resultando em uma cicatrização mais rápida.

DERRAME
A utilização da luz infravermelha demonstra que pode acelerar a recuperação após o derrame; este comprimento de onda passa facilmente através do couro cabeludo e do crânio, e segundo os pesquisadores das universidades de Boston e Harvard podem estimular o crescimento de células cerebrais. Esta terapia mostrou significativamente melhorada em pacientes com AVC, quando utilizada em toda a superfície da cabeça até 18 horas pós-acidente vascular cerebral. Outro estudo descobriu que 70 por cento dos pacientes que fizeram a terapia da luz tiveram um resultado positivo do que aqueles que não o fez.

Terapia com luz infravermelha através do crânio tem um potencial no tratamento de um número de doenças neurodegenerativas. Ainda, os estudos em animais de laboratório demonstram benefícios significativos na doença de Alzheimer. Apenas, não está claro como funciona a terapia, mas os pesquisadores dizem que pode impedir a morte de células cerebrais mais por desencadear a liberação de antioxidantes protetores e proteínas-chave.

FEBRE DO FENO (ou Rinite Alérgica)
Cientistas desenvolveram um tipo de terapia da luz especial para dentro do nariz para aliviar os sintomas de rinite alérgica; inflamação no interior do nariz causada por um alergeno, tais como pó de pólen, ou mofo, ou fungo. Um estudo que foi publicado no Jornal de Alergia e Imunologia Clínica, com base em 49 pacientes alérgicos que não respondiam à medicação usual, apresentou uma redução significativa em espirros e prurida nasal após o tratamento com o dispositivo de luz de mão.

CÂNCER
Os médicos estão usando a luz para combater a doença como um tratamento chamado de Terapia Foto-dinâmica; mais comumente utilizado para tratar no cancro na pele, e utilizam uma droga especial que faz com que as células cancerosas sensíveis à luz se mostrem. Em seguida os médicos desencadeia uma droga para liberar um tipo de oxigênio que mata células cancerosas. Alguns acreditam que a luz também pode desencadear o sistema imunológico a atacar o câncer.

Para o tratamento de cancros internos, incluindo canal biliar e vesícula biliar, esófago, cabeça e pescoço, pulmão e, a luz pode ser distribuida por um sistema de fibra óptica.

EPILEPSIA
Em um estudo do University College de Londres, os pacientes foram expostos a uma caixa de luz que emite uma luz branca brilhante durante 30 minutos por dia durante três meses. Em um estudo notou-se que as pessoas sofrem convulsões em dias menos brilhantes e dias nublados.

A teoria é que a luz aumenta os níveis de vitamina D e os níveis de melatonina, que afetam a produção de substâncias químicas cerebrais que diminuem convulsões. A luz poder ser um novo tratamento não-invasivo para a epilepsia.

ÚLCERAS ESTOMACAIS
Um dispositivo que banha o interior do estômago com a luz azul pode ser um novo tratamento para úlceras. A luz mata as bactérias responsáveis para úlceras e alguns tipos de câncer gástrico. A pesquisa mostra que a luz que brilha no estômago pelo menos de uma hora é suficiente para matar as bactérias sem danificar tecidos saudáveis. O novo dispositivo, atualmente em julgamento, foi concebido para combater bactéria Helicobacter pylori, que infectam mais de um quarto das pessoas em algum momento.

Investigação do Hospital Northwestern nos EUA e outros centros mostraram uma redução de 91 por cento no número de bactérias após o tratamento.

Fonte: Daily Mail Journal – England

Tecnologia Verde
A Tecnologia UV-C é uma importante arma para o combate e prevenção contra os micro-organismos em ambientes fechados e principalmente contra bioterrorismo recomendado fortemente pela FEMA (Federal Emergency Management Agency), CDC (Centers for Disease Control and Prevention), ASHRAE (American Society of Heating, Refrigerating and Air Conditioning Engineers) e IUVA (International Ultraviolet Association)

Tecnologia UV-C é ecologicamente correta e sustentável sem uso de produtos químicos e tóxicos. Maiores informações no site:

Anúncios
Esse post foi publicado em acidez, alcalina, ambientes fechados, água, água alcalina, câncer, cloro, cloto, desinfecção, doenças, esterilização, flúor, hiper-bactérias, hiperbacterias, Infecções hospitalares, pH, pneumonia, Profissionais da Saúde, sangue, super-bactérias, superbactérias, TB, tecnologia, Tecnologia Verde, tuberculose, ultravioleta, Uncategorized, UV-C, UVGI e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s