Exposição aos campos eletromagnéticos causa sérias doenças letais

A modernidade tem seu preço ($$$$$) – Sua Saúde!

O conforto proporcionado pelos sistemas eletro-eletrônicos para nós é uma verdade; porém, o que isto tem ocasionado nas pessoas levou a um estudo publicado no mês passado, pela Kaiser Permanente Medical Center, Oakland, na Califórnia; que constatou que estamos vivendo um novo tipo de epidemia. O chefe da pesquisa Dr Kun Li analisou a forma como a exposição a campos magnéticos se realaciona com à gravidez, doenças e crianças obesas.

Os campos elétricos e magnéticos estão por toda parte. Eles são gerados por tempestades, linhas eléctricas, fornos de microondas, carros híbridos, televisão, computadores, laptop, celulares mesmo. Os cientistas há anos têm examinado o seu impacto na saúde humana, os resultados são preocupantes. Os fabricantes dos equipamentos eletro-eletrônicos conhecem bem os riscos sobre a saúde humana; porém, não existem definições claras, controle e inspeções por parte das autoridades responsáveis.

No “Estudo Prospectivo da exposição in-utero a campos magnéticos e os riscos de obesidade infantil”, Dr Li analisou a relação entre as exposições do campo magnético durante a gravidez e o peso das crianças resultantes até que atingissem a idade de 13 anos. Chegou a uma conclusão estatisticamente significativa com base na sua pesquisa; concluiu que os fetos expostos a maiores quantidades de campos magnéticos eram quase duas vezes mais propensos a carregar excesso de peso ou tornar-se obesa na infância.

Dr. Sam Milham, epidemiologista e autor de “Eletricidade Suja”, alguns campos compartilha sua visão sobre as conclusões da pesquisa do Dr Li, “A obesidade infantil entre os Amish é inexistente e acredito que pelo menos parte do razão é que eles não têm serviço de eletricidade em suas casas, eles não dirigem carros e não usam os telefones celulares”.

Celular pode causar problemas na operação de um avião, então leia isto:

A frequência de operação do microondas cozinhar é de 2,45 GHz; o celular 4G é de 56 a 100 GHz, mais de 20 vezes potente do que o microondas, imagina o que isto faz no seu cérebro quando você está telefonando!
Porque os fabricantes não falam nada?

Dr. Goldsworthy analisou numerosos estudos e encontrou glândulas do corpo que reagem à exposição à radiação magnética, estimula e compromete a atividade ou função delas. Algumas destas glândulas são responsáveis por muitos dos processos do corpo, incluindo o metabolismo. Três destas glândulas, em particular, a glândula tireóide, a glândula pituitária e as glândulas supra-renais, em estudos apresentaram uma reação profunda à exposição ao campo eletromagnético.

Quando os ratos foram expostos a diferentes quantidades de radiação magnética para diferentes períodos de tempo, a glândula tireóide mostrou efeitos degenerativos, incluindo a incapacidade de produzir hormônios tireoidianos. Outro estudo analisou a resposta humana a viver perto de uma estação base de telefone celular e verificaram uma diminuição substancial na secreção de uma multidão de hormônios, incluindo:
• ACTH a partir da glândula pituitária;
• Cortisol das glândulas supra-renais.

E a incapacidade de produzir os hormônios da tireóide (hipotireoidismo), os mesmos resultados encontrados no estudo em ratos. O que é um dos sintomas mais comuns associados com hipotireoidismo? A obesidade!

As evidências estão demonstrando que o campo eletromagnético afetam diretamente nossos sistemas biológicos em mais maneiras do que podemos imaginar. A obesidade é apenas uma das conseqüências fatais; existem indicios à asma, rinite, infertilidade, impotência e até doenças degenerativas como o câncer e a leucemia.

Você sabia que uma ligação de celular pode derrubar um avião?
Então o que faz em nós?

Estamos falando de baixas frequências gerados por pelos equipamentos eletro-eletrônicos, como de linhas de transmissão energia elétrica e celulares, aparelhos de microondas, scanners de aeroportos e bancos, aparelhos médicos de geração de imagens, computadores, laptop, televisores, celulares, telefones sem fio, Wi-Fi, jogos de vídeo, secadores de cabelo, uma torradeira elétrica, abridor de latas ou qualquer coisa que você plugue em que tem motores e até lâmpadas fluorescentes. Dr Li, descobriu que eles chegam ao elevado nível de exposição, maior do que 2,0 mg, em cada uma dessas categorias, excepto em trânsito. Para a maioria das pessoas a média [diariamente] exposição é entre 0,3 mg e 2,0 mg. Você poderia ter uma exposição alta 5,0 mG, mas esses são curtos e breves. Na maioria das vezes, você geralmente tem constantes os níveis de exposição baixos e aí está o perigo.

Outro item que as pessoas não percebem são as inspeções por radiações em bancos, aeroportos e outros setores para garantir a segurança que mapeiam o nosso corpo para descobrir se exista armas escondidas.

Tome uma atitude agora, você pode reduzir as exposições desnecessárias; todos estamos expostos desde crianças, adolescentes e adultos e que podemos ao longo prazo sofrer danos a nossa saúde.

Fonte:
Natural News
http://www.naturalnews.com/036732_magnetic_fields_exposure_obesity.html # ixzz22wp4lRYW

Natural Health – A warning for every cell phone user
http://www.naturalhealth365.com/healthcare-2/phone.html

Tecnologia Verde

A Tecnologia UV-C é uma importante arma para o combate e prevenção contra os micro-organismos em ambientes fechados e principalmente contra bioterrorismo recomendado fortemente pela FEMA (Federal Emergency Management Agency), CDC (Centers for Disease Control and Prevention), ASHRAE (American Society of Heating, Refrigerating and Air Conditioning Engineers) e IUVA (International Ultraviolet Association)

Tecnologia UV-C é ecologicamente correta e sustentável sem uso de produtos químicos e tóxicos. Maiores informações no site:

Esse post foi publicado em acidez, alcalina, ambientes fechados, água, água alcalina, câncer, cloro, cloto, desinfecção, doenças, esterilização, flúor, hiper-bactérias, hiperbacterias, Infecções hospitalares, pH, pneumonia, Profissionais da Saúde, sangue, super-bactérias, superbactérias, TB, tecnologia, Tecnologia Verde, tuberculose, ultravioleta, Uncategorized, UV-C, UVGI e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s