Exames de imagens causam danos ao DNA e até câncer!

Exames por geração de imagens utiliza a radiação eletromagnética; os riscos à saúde à exposição à radiação são muito mais significativos do que a maioria das pessoas provavelmente pensam e infelizmente os médicos a cada dia prescrevem cada vez mais estes exames.

Os dados mais recentes publicados, nos Estados Unidos, sobre a exposição à radiação indica que cerca de 25.000 americanos desenvolvem câncer a cada ano, como resultado dos exames médicos provenientes da exposição à radiação eletromagnética, e dano ao DNA e outros problemas de saúde a longo prazo.

Todos os anos, milhões de pessoas optam por submeter-se a tomografia computadorizada (CT), tomografia por emissão de pósitrons (PET), ressonância eletromagnética (REM), e exames de Raios-X para fins de exames solicitados pelos médicos, pensando que ao fazer isso, eles estão mantendo-se com as mais recentes tecnologias avançada na assistência médica. Porém, os pacientes ao fazerem estes exames submetem seus corpos a diferentes níveis de radiação; as consequências negativas que podem levar anos para se manifestar como eles construindo-se acumulativamente ao longo do tempo.

Tomografia computadorizada é uma tecnologia de imagem médica relativamente moderna e particularmente problemática porque eles emitem doses muito mais altas de radiação do que os tradicionais exames de Raios-X.

Com base nos números, uma única tomografia pode explodir até 500 vezes a quantidade de radiação liberada por um único Raio-X; o problema é maior ainda sabermos que as tomografia depois de instaladas nas clínicas não passam por uma revisão dos níveis emitidos após certo período de uso. Desta forma, o paciente poderá estar recebendo doses de radiação muito maiores devido à falta de manutenção adequada. Além de ser uma exame caro, ele se tronou popular entre a classe médica e se recomenda cada vez mais estes exames de forma indiscriminada pelos Profissionais da Saúde sobre a alegação que são mais precisos nos resultados só que podem estar contaminado o paciente de forma grave.

Em um estudo recente publicado no Journal of the American Medical Association (JAMA), relata-se que o uso de todos os exames de imagem médica, incluindo exames, aumentou drasticamente entre 1996 e 2010. A utilização de TC em particular, mais do que triplicou durante este tempo, o que é em grande parte responsável por dobrar a proporção de pacientes que recebem agora o que é considerado “alto” ou “muito alto” doses de radiação sobre uma base regular.
Uso excessivo de tomografias causa aumento nas taxas de câncer.

Deixam de reconhecer as conseqüências de longo prazo para a saúde da exposição repetida e contínua entre seus pacientes, muitos médicos desnecessariamente pedem tomografias para pacientes que não precisam deles, ou a ordem várias verificações, quando apenas um é necessário. Dados compilados a partir de reclamações revelam que TC é rotineiramente usado em demasia em centenas de hospitais em todo o país, e que os pacientes são desnecessariamente “digitalizados duplamente” mais de 80 por cento do tempo. (http://www.nytimes.com/2011/06/18/health/18radiation.html)

O alto custo de aquisição dos equipamentos de TC levou a uma epidemia de exames desnecessários para se pagar a sua compra e instalação; porque eles sabem que, na maioria das vezes, as empresas de seguros e programas de saúde do governo vão reembolsá-los; mesmo que há uma possibilidade remota de que eles possam ser úteis. Duplicam-se os exames sem que isso quase nunca medicamente seja necessário.

“Varreduras Dupla expoem os pacientes à radiação extra enquanto acumulando milhões de dólares em custos extras em um programa de saúde já sobrecarregado”, escreveu Walt Bogdanich e Jo Craven McGinty no NYT, sobre o abuso CT na área da saúde.


Além dos custos adicionais para o sistema de saúde, o uso excessivo de imagens médicas está a destruir a saúde física de muitas pessoas. De acordo com dados compilados pela Jane Brody mais no New York Times (NYT), a exposição à radiação de exames médicos já responde por cânceres que ocorrem com base em dados divulgados pela Sociedade Americana de Câncer (ACS), isso se traduz nas pessoas que desenvolvem câncer a cada ano, como resultado da medicina ocidental. (http://www.cancer.org/Research/CancerFactsFigures/ACSPC-031941)

“Todos os exames de imagem tem aumentado, mas TCs conta para a maior parte dele e, há um uso excessivo deste recurso. Mais de 15% cento dos pacientes a cada ano estão recebendo exposições de radiação muito altas sem necessidade prática”, disse Rebecca Smith-Bindman, especialista em radiologia e imagens biomédicas na Universidade da Califórnia – San Francisco (UCSF), para o New York Times

Alguns médicos que se recusam a prestar cuidados a pacientes que não se submeter a exames de imagem

Apesar de seus perigos conhecidos, TC e outros exames de imagem de risco são muitas vezes empurrados em pacientes pelos médicos que se recusam a prestar cuidados a menos pacientes submeter às suas ordens. Presumivelmente, para se proteger contra processos judiciais, muitos médicos insistem em que seus pacientes são submetidos a vários exames de imagem para confirmar uma condição médica, mesmo quando isso coloca a segurança do paciente em risco.

Felizmente, muitas seguradoras de saúde estão agora tomando conhecimento deste abuso desenfreado, e estão colocando as medidas de política no local para desencorajar isso. Estes incluem exigindo pre-authorizações antes que os pacientes possam receber exames, por exemplo, ou restringindo quem pode administrar os exames, e em que tipos de equipamentos.

Fonte:
Natural News – http://www.naturalnews.com/037023_medical_imaging_radiation_DNA_damage.html
Life Extension Magazine – http://www.lef.org/magazine/mag2010/aug2010_Lethal-Danger-of-CT-Scans_01.htm

Tecnologia Verde

A Tecnologia UV-C é uma importante arma para o combate e prevenção contra os micro-organismos em ambientes fechados e principalmente contra bioterrorismo recomendado fortemente pela FEMA (Federal Emergency Management Agency), CDC (Centers for Disease Control and Prevention), ASHRAE (American Society of Heating, Refrigerating and Air Conditioning Engineers) e IUVA (International Ultraviolet Association)

Tecnologia UV-C é ecologicamente correta e sustentável sem uso de produtos químicos e tóxicos. Maiores informações no site:
http://www.xgerms.com.br

Esse post foi publicado em acidez, alcalina, ambientes fechados, água, água alcalina, câncer, cloro, cloto, desinfecção, doenças, esterilização, flúor, hiper-bactérias, hiperbacterias, Infecções hospitalares, pH, pneumonia, Profissionais da Saúde, sangue, super-bactérias, superbactérias, TB, tecnologia, Tecnologia Verde, tuberculose, ultravioleta, Uncategorized, UV-C, UVGI e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s