Nova geração de superbactérias são resistentes a antibióticos disponíveis

É uma ameaça apocalíptica para a humanidade, não existe locais onde podemos dizer que estão isentos e os maiores problemas estão focados dentro dos hospitais em todas as suas instalações e ambulâncias devido as infecções hospitalares, diz a Médica-chefe que Dame Sally Davies do Reino Unido.

The hospital superbug MRSA

Superbactérias hospitalares tais como MRSA, MSSA, Mycobecterium (tuberculose) e Legionella (pneumonia) são alguns dos melhores das doenças que estão adquirindo resistência aos antibióticos.

Hospitais1Num futuro muito próximo, um cenário apocalíptico vai surgir mais do que provável que infecções simples tornem-se assassinos mortais que serão completamente intratável pela a medicina moderna.

Esta é a opinião de vários peritos proeminentes que recentemente fizeram estas declarações arrepiantes sobre o futuro de “superbactérias” resistentes aos antibióticos e sua ameaça à humanidade.

As atuais opções de antibióticos estão se tornando completamente obsoletas; provocando emergência nacional que só pode ser comparada a algo como um ataque terrorista em grande escala, ou uma pandemia de gripe. Como médicos continuam a distribuir indiscriminadamente antibióticos para seus pacientes, e os agricultores de fábrica injetam seus animais com antibióticos para compensar condições imundas, resistência aos antibióticos chegou a um ponto crítico.

O fato mais assustador é que as bactérias são rapidamente mutáveis e que isto pode levar a uma pandemia e, os Centros de Controle não estão preparados para salvar as pessoas resultando em emergências civis. Literalmente, referenciando a situação como um potencial cenário apocalíptico, a Dra Davies e outros insistem que se a questão não é levada a sério e devidamente abordada pelas autoridades de saúde, pacientes internados no hospital para operações simples podem acabar mortos como resultado de infecção.

Tratamentos médicos exacerbaram o problema da superbactéria

MédicosAntibióticos estimulam a mutação das bactérias nocivas em mais virulentas ao longo do tempo, fazendo com que as infecções fiquem cada vez mais difícil de serem tratadas.Destacam que os restos bacterianos que sobrevivem aos tratamentos e gradualmente desenvolvem resistência; cada vez menos medicamentos estarão disponíveis.

“No passado, a maioria das pessoas não se preocuparam porque sempre tivemos novos antibióticos para recorrer. O tempo para o desenvolvimento de novos antibióticos é longo e a mudança das bactérias é muito mais acelerada. Não teremos novos antibióticos que podemos contar com o futuro imediato ou à longo prazo”, disse o Dr Alan Johnson, cientista clínico consultor no Reino Unido saúde proteção Agência (HPA).

Antibióticos não são o único grande fator responsável pela epidemia da superbactéria; os avanços tecnológicos tornaram-as opções de tratamento disponíveis menor eficácia. Tratamentos para o câncer como quimioterapia e radiação, por exemplo, reconhecidamente enfraquecem o sistema imunológico de pacientes, tornando-os mais propensos à infecção. E o uso de cateteres para ajudar na eliminação de urina também pode aumentar o risco de patógenos, entrando na corrente sanguínea.

O resultado final é um aumento dramático na prevalência de superbactérias e particularmente em hospitais onde pacientes doentes estão constantemente a espalhar as bactérias. De acordo com os números, 80% de todos os casos de gonorreia hoje são resistentes ao tratamento com tetraciclina que é o tratamento padrão para este tipo de infecção. Tuberculose multirresistente (TB), Legionella e Staphylococcus aureus resistente à meticilina (MRSA) também a aumentaram a sua resistência pela mutação.

Tecnologia Verde

A Tecnologia UV-C é uma importante arma para o combate e prevenção contra os micro-organismos em ambientes fechados e principalmente contra bioterrorismo recomendado fortemente pela NHS (National Health Service), FDA (Food and Drug Administration), FEMA (Federal Emergency Management Agency), CDC (Centers for Disease Control and Prevention), ASHRAE (American Society of Heating, Refrigerating and Air Conditioning Engineers) e IUVA (International Ultraviolet Association)

Tecnologia UV-C é ecologicamente correta e sustentável sem uso de produtos químicos e tóxicos. Maiores informações no site:
http://www.xgerms.com.br

Fontes :

http://www.naturalnews.com/038980_superbugs_antibiotic_resistance_apocalypse.html

http://www.Guardian.co.uk

http://www.naturalnews.com/028441_superbugs_infections.html

Esse post foi publicado em acidez, alcalina, ambientes fechados, água, água alcalina, câncer, cloro, cloto, desinfecção, doenças, esterilização, flúor, hiper-bactérias, hiperbacterias, Infecções hospitalares, pH, pneumonia, Profissionais da Saúde, sangue, super-bactérias, superbactérias, TB, tecnologia, Tecnologia Verde, tuberculose, Uncategorized, UV-C, UVGI e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s